Gabriel de Paula Oliveira

Gabriel de Paula Oliveira ainda não escreveu nenhuma biografia

Postado por em em Notícias

 

A Auto Omnibus Circullare Poços de Caldas Ltda., concessionária do serviço de transporte coletivo urbano no município, informa que recebeu intimação para redução da tarifa em R$ 0,31, por 145 dias, por ordem do Juiz de Direito da 3ª V ara Cível de Poços de Caldas. Referida decisão judicial decorreu de cumprimento de sentença da ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público de Minas Gerais em 2011, que entendeu ilegal o parcelamento de aumento tarifário realizado em julho de 2011, o qual deveria ter sido integralmente concedido em novembro de 2010, após a empresa ter ficado 2 anos sem reajuste tarifário.

Ofício datado de 01 de dezembro de 2010, endereçado pelo prefeito municipal naquela ocasião, contrariando sugestão da Comissão de Tarifas que aprovou o valor de R$ 2,50, afirmava “…apesar de reconhecer que, por força de contrato, a tarifa deve ser revisada anualmente, fato que não ocorreu nos anos de 2008 e 2009, podendo ocasionar com isso um desequilíbrio econômico-financeiro para a empresa, informo minha decisão em não conceder o valor pleiteado pela concessionária”. O prefeito parcelou a tarifa, aprovando o valor de R$ 2,30 em dezembro de 2010 e R$ 2,50 em julho de 2011.

A sentença prolatada em primeira instância foi favorável à empresa, mas em sede de recurso de apelação, o TJMG decidiu que o valor relativo à parcela do aumento outorgado em julho de 2011, então no importe de R$ 0,20, deveria ser devolvido pela concessionária para aplicação em melhorias no sistema de transporte público. Assim, como a determinação agora feita não está de acordo com a decisão do TJMG, a empresa procurará reverter a decisão prolatada através dos recursos cabíveis.

           

Acessos: 427
Avalie esta postagem:
0

Postado por em em Notícias

 

 

b2ap3_thumbnail_Circulla-InformaR338.jpg             

           

Acessos: 282
Avalie esta postagem:
0

 

Qualificação e desenvolvimento contínuo dos colaboradores da Circullare em todos os níveis organizacionais é preocupação constante da Empresa que investe anualmente no seu principal patrimônio que são os recursos humanos.

Nesse sentido são feitas várias parcerias com escolas e entidades que possam qualificar esses profissionais, e uma delas é o SEST/ SENAT que é um parceiro para o aperfeiçoamento dos colaboradores melhorando a produtividade do negócio.

De acordo com Diego Dias, gerente de recursos humanos da Empresa, essa qualificação pode ser observada nas ruas onde os colaboradores muitas vezes são elogiados pelo atendimento realizado. “Todo fim de ano a gente faz um levantamento de necessidades de treinamento junto aos gestores. Isso é levado ao setor de RH e nos encaminhamos diretamente para o SEST SENAT.”

Como modelo de customização de serviço, o gerente cita o atendimento em psicologia. Criou-se uma dinâmica exclusiva para os colaboradores da empresa com foco em identificação e combate a fatores de estresse. Tudo isso se reflete na construção de um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo em um jogo de “ganha-ganha”
para empregador e empregado.

Além dos treinamentos presenciais, os colaboradores podem realizar cursos em diversas áreas gratuitamente na plataforma EAD que o SEST SENAT disponibilizar. Acesse aqui https://ead.sestsenat.org.br/

Além do desenvolvimento em treinamentos os colaboradores podem ainda utilizar as instalações e demais atendimentos nas áreas de saúde que são ofertados gratuitamente.

 

 

b2ap3_thumbnail_56466335_989247087940446_3431159517763600384_o.pngb2ap3_thumbnail_60085103_1007716652760156_3556039724869091328_o.png

 

             

           

Acessos: 286
Avalie esta postagem:
0

 

Circullare recebe grupo de busólogos

Certamente essa palavra “busológo” pode lhe parecer estranho, mas ela define um hobby inusitado que se dedica ao estudo dos ônibus, suas características empresas e tudo mais relacionado ao esse mundo fascinante. Muitos adeptos colecionam fotos de variados modelos, miniaturas, peças entre outras coisas relacionadas a esse contexto. Existem vários grupos dedicados a esse hobby, um deles é grupo Ônibus e Raridades de São Paulo, que em grupo no facebook reúne milhares de pessoas que compartilham fotos de veículos e empresas. 

Nesse sentido, desde que a empresa concluir a restauração do Nonô, sem dúvida alguma ele sempre desperta atenção por onde passa, e foi isso que atraiu esse grupo que se organizou para uma viagem de “volta ao passado” só para conhecer o Ciferal Urbano 1978 chassi LPO 1113 totalmente restaurado, único exemplar em operação no Estado de Minas. 

O grupo composto por quarenta busologos, vieram de São Paulo e cidades do Sul do país, a bordo de um nostálgico Marcopobolo Viaggio 1100 G4 – Scania 112 CL (1990) até Poços onde foram recepcionados na garagem pelo Encarregado de Tráfego Urbano Alcir, e o Coordenador de Qualidade Douglas Danilo, registra-se de passagem um dos vários busológos e admiradores dos ônibus que temos na empresa. 

Na recepção, o grupo teve oportunidade de conhecer outros veículos da empresa, ainda em operação com os Volvo B10M, MBO400 RSL e o saudoso Nono, que quando chegou ganhou toda atenção e foi bombardeado por vários flash’s que não deixam nenhum sequer detalhe passar desapercebido dos olhares curiosos e admirados com o veículo. 

Em um pequeno tour pela cidade o grupo pode apreciar o som motor MB 1113 com toda sua imponência, o grupo ainda participou da Poços Classic Cars. O passeio foi embalado por nostálgicas histórias contadas pelos participantes. Certamente foi um dia muito especial para esses administradores e entusiastas desse hobby. Para a Circullare foi uma satisfação receber pela primeira vez um grupo tão seleto de pessoas que vieram de tão longe só para conhecer nosso Nono. 

Confira mais através do link: 
https://diariodotransporte.com.br/2019/08/04/historia-um-passeio-com-onibus-e-raridades/

b2ap3_thumbnail_WhatsApp-Image-2019-08-05-at-13.10.08.png             

b2ap3_thumbnail_67799872_2332771116803998_2986507381879341056_o.jpg              

Acessos: 268
Avalie esta postagem:
0

 

Prêmio Qualidade do Ar  2019

Comprovando mais uma vez a preocupação da Circullare com seus colaboradores, com a sociedade e com o meio ambiente, a empresa recebeu no último dia 27 de junho em Belo Horizonte o prêmio Fetram de Qualidade do Ar 2019 – Categoria Ouro Destaque, em razão dos índices de aprovação do programa se manterem 100%. Isso mostra o grande engajamento da empresa e dos profissionais com a causa. Cuidar do meio ambiente e garantir a sustentabilidade de recursos para as próximas gerações é preocupação constante, para isso mantemos ações de preservação em toda as áreas da empresa, com destaque a utilização de estação de tratamento de efluentes, destinação ambientalmente correta de resíduos de manutenção entre outros. Na solenidade estiveram diversas empresas de transporte coletivo de Minas Gerais. Tal prêmio reconhece nossos esforços no sentido de primar sempre pelo respeito ao meio-ambiente e à qualidade do ar, através da medição e controle sistemático da fumaça de nossos veículos, visando sempre a reduzir ao mínimo possível as emissões, e dessa maneira contribuir com um transporte seguro, eficaz e limpo.

b2ap3_thumbnail_IMG_3020.JPG                                                b2ap3_thumbnail_IMG_3021_20190718-121857_1.JPG  

Acessos: 382
Avalie esta postagem:

Postado por em em Notícias

 

Mudanças de Linhas

O compromisso da Circullare em transportar passageiros com pontualidade e segurança é uma das premissas básicas da empresa. Pensando nisso estão sendo feitas várias modificações em horários e itinerários das linhas mediante estudos técnicos de viabilidade visando melhor atender os passageiros. Nesse sentido foram incluídos mais horários de atendimento na linha R102 Jd. Kennedy aos sábados, e a linha R305 Exp. Champagnat passou a operar com intervalos de 15 minutos com inclusão de mais um carro em dias úteis. Dando continuidade nessas melhorias, no último dia 14 e 15 mais mudanças foram implementadas visando garantir o serviço de qualidade da Empresa. Em atendimento as solicitações dos moradores do bairro Estância Poços de Caldas, Condomínio Reserva Real, pedidos do legislativo a linha R223 Santa Clara/ Campos Elíseos teve seu itinerário estendido para atender essas solicitações, somado a isso temos a incidência de atrasos onde foi necessário ajustar também o horário da linha. O Jardim Country Club, também teve inclusão de mais ônibus na linha operando hoje com intervalo entre viagens de 25 minutos e todos os três ônibus seguindo pelo mesmo trajeto. O maior causador de atrasos nas linhas é o congestionamento e trânsito lento provocado pelo alto fluxo de veículos particulares na área central, que ocasiona atrasos nas diversas linhas, visando mitigar esses atrasos, as linhas A001 Circular Centro, R202 Monjolinho/ Jd. São Paulo, R203 Sta Emília/ Jd. São Paulo, R333 Vale das Antas/ Véu das Noivas e R338 São Geraldo/ Jd. Europa tiveram seu tempo de viagem alterado em horário de pico. E por fim as linhas R331 Vila Togni deixou de atender a região do Shopping e rodoviária, tendo em vista a linha R305 Exp Champagant atende com mais rapidez essa região de deslocamento e a R103 São Sebastião/ Vila Matilde deixou de atender a rua Edson Carmelito.

De acordo com Encarregado de Tráfego Urbano Alcir, essas alterações são necessárias para amenizar os atrasos e melhorar o atendimento aos passageiros. Estão previstas ainda, mudanças nas linhas R209 Pq. Pinheiros, mediante entrega dos novos condomínios no Itamaraty 5, e as linhas R104 Jd. Esperança e R115 – São Bento/ Sta Tereza com a entrega dos condomínios no Esperança 3.

Acessos: 316
Avalie esta postagem:

Postado por em em Notícias

Reajuste na tarifa ocorre com atraso de 45 dias do prazo previsto em Contrato
Poços tem o menor percentual de reajuste da região: 5.26%

  “O reajuste é um instrumento legal que busca recompor despesas operacionais como os do óleo diesel, que representa 23% dos nossos custos, e que neste ano teve aumentos sucessivos, além dos outros aumentos que afetam o transporte coletivo como pneus e peças, sem mencionar o reajuste anual no salário dos nossos motoristas. Tivemos ainda a greve dos caminhoneiros motivada pelo aumento de 56% no preço do litro do óleo diesel, lembrando que Poços foi um dos poucos municípios no país onde não houve paralização do transporte coletivo, graças ao esforço de nossa equipe de trabalho. Some-se a todo este cenário de perdas, o incêndio terrorista e sem cobertura de seguro, a dois ônibus da empresa, causando um prejuízo de cerca de 600 mil reais, o que nos motivou a entrar no mês de junho, com um pedido de revisão tarifária em caráter emergencial, medida prevista no contrato de concessão e a prefeitura, mesmo ciente da necessidade e do prazo de 30 dias para se manifestar, desconheceu nossa solicitação. Já em agosto, a prefeitura publicou no Diário Oficial que a tarifa de equilíbrio do Sistema seria de R$ 4,05. Vale ressaltar ainda, que além da revisão tarifária que pode ser praticada a qualquer momento, o Contrato de Concessão prevê o reajuste tarifário, este com data para ocorrer, ou seja, no mês de outubro de cada ano. Então, a prefeitura não cumpriu o Contrato em dois momentos: não concedendo a revisão tarifária e não cumprindo a data de concessão do reajuste, que está ocorrendo somente agora, com 45 dias de atraso, o que vem agravar ainda mais o desequilíbrio econômico-financeiro do Sistema, comprometendo as operações da empresa e impossibilitando os investimentos necessários para a melhoria do transporte coletivo na cidade. Neste quadro de falência do Sistema e prejuízos incalculáveis para a empresa, tivemos ainda o menor percentual de reajuste da região, 5,26%, enquanto Varginha teve um reajuste de 8,11%, passando de R$ 3,70 para R$ 4,00 e Pouso Alegre um reajuste de 8,35%, passando de R$ 3,60 para R$ 3,90. Em Passos, a passagem custa R$ 4,05, desde o dia 01 de novembro. Por tudo, o reajuste dado é uma medida paliativa, como um tratamento que não cura, mantendo o paciente respirando com ajuda de aparelhos”. As palavras são do gerente geral da Circullare, Armando Bertoni, ao comentar o reajuste de R$ 0,20 centavos na tarifa do transporte coletivo na cidade que passou de R$ 3,80 para R$ 4,00, a partir de zero hora deste sábado (15), lembrando que os créditos residuais no Cartão Amigo no valor de R$ 3,80 terão ainda validade por 30 dias, ou seja, até 14 de janeiro de 2019.
Contrato
  Segundo Bertoni, o reajuste é uma medida contratual que visa preservar o equilíbrio econômico-financeiro do Sistema. “O setor de transporte coletivo na cidade vive um impasse constante: como manter a tarifa justa e a qualidade dos serviços prestados à população, sem que isto venha a onerar a empresa concessionária, no caso a Circulare, e o equilíbrio do Sistema? Para isto, é preciso compreender que existe um contrato que estabelece direitos e obrigações entre a Circullare e a prefeitura e ele tem que ser respeitado buscando o equilíbrio econômico-financeiro do Sistema. Quando uma das partes não cumpre com suas obrigações, com certeza é o Sistema que fica prejudicado e, no final das contas, a própria população. Nem todo mundo sabe, por exemplo, que 25% dos usuários não paga a passagem, ou seja, a cada 4 passageiros, um anda gratuitamente de ônibus. Isto em razão do excesso de gratuidades, sem fonte de custeio. Toda esta defasagem tarifária causa descontrole nos nossos custos operacionais e nos obriga a cada vez mais, tomar medidas internas de contenção de despesas, buscando manter a segurança e a qualidade dos serviços prestados à população, entre estas medidas está sempre presente, o risco de demissão, o que estamos tentando evitar a todo custo, pois geramos cerca de 700 empregos diretos e o ônus social seria incalculável. O nosso principal patrimônio são as pessoas que aqui trabalham, entre motoristas, cobradores, fiscais, pessoal administrativo e de manutenção mecânica e isto não tem preço. Verdadeiramente, a população tem o direito de exigir qualidade e tarifa justa e a empresa, por sua vez, tem o direito de exigir o cumprimento das obrigações contratuais por parte da prefeitura, como medida protetiva do Sistema de Transporte Coletivo em nossa cidade. Não existe milagre, é do couro que sai a correia”, afirma Bertoni.
Subsídio
  Segundo o gerente geral da Circullare, o preço da passagem não pode ser o único instrumento para cobrir os custos do transporte. “Muita gente compara Poços com São Paulo ou Rio de Janeiro. O que muitos não sabem é que o transporte coletivo nestas cidades recebe subsídios da prefeitura, ou seja, parte da tarifa quem paga é o município, o que não ocorre aqui. Em São Paulo, por exemplo, se não fosse o subsídio a tarifa que é hoje de R$ 4,00 custaria R$ 7,00 ao usuário, ou seja, a prefeitura paulista cobre os outros R$ 3,00. Isto vem comprovar que a tarifa não pode ser o único elemento para a cobertura dos custos no transporte. Precisamos de outras ações e o subsídio é uma delas”, finalizou Bertoni.

Acessos: 622
Avalie esta postagem:

 Circullare é Destaque em Premiação da Fetram

A sétima edição, do Prêmio FETRAM de Qualidade do Ar mais uma vez reconheceu o trabalho das empresas participantes do Programa Despoluir em Minas Gerais. Tal prêmio reconhece nossos esforços no sentido de primar sempre pelo respeito ao meio-ambiente e à qualidade do ar, através da medição e controle sistemático da fumaça de nossos veículos, visando sempre a reduzir ao mínimo possível às emissões, e dessa maneira contribuir com um transporte seguro, eficaz e limpo.

b2ap3_thumbnail_Fetram.jpg

Acessos: 1898
Avalie esta postagem:
0